por Wilian Delatorre

Wilian Delatorre Personal Travel,
o seu agente pessoal de passagens com milhas e roteiros.

segunda-feira, 28 de março de 2011

Florianópolis - A ilha da Magia


Florianópolis - capital do Estado de Santa Catarina é conhecida como a ilha da magia, e não detém esse título á toa. Uma ilha que possui uma beleza encantadora, lindas praias, povo acolhedor e singular. Nenhum outro lugar do Brasil moldou a colonização açoriana como Floripa (nome carinhoso), conheça um pouco dessa cidade que possui o jeito "manézinho" de ser.


O cartão postal da cidade é a ponte Hercílio Luz que ligou durante muitos anos a Ilha ao Continente, hoje ela passa por reparos e a ponte utilizada é a Pedro Ivo Campos.

Durante as festividades Natalinas e do Ano Novo a ponte recebe uma iluminação que dá mais charme ainda a cidade.


Antes de falar das praias de Floripa, vou falar de uma lagoa que representa a beleza encantadora dessa cidade, trata-se da [b]Lagoa da Conceição[/b], no coração da ilha ela reúne praias, dunas e montanhas. Para quem aprecia esportes náuticos pode praticar windsurfe, caiaque, kite surf e jet sky. Dos morros saem parapentes e vôos de asa delta. A lagoa também é muito conhecida por abrigar inúmeros barzinhos ou restaurantes diferenciados. Para quem tem o rock´n roll nas veias como é meu caso, não deixe de conhecer o John Bull, uma franquia de casas de rock sempre com um bom som e ambiente que lembra os pubs ingleses. Confira a programação em http://www.johnbullpub.com.br/john-bull-cafe-floripa/. Um restaurante bem legal na lagoa é El Mexicano, comidas típicas mexicanas e música e ambiente festivos. Quer mais opções na lagoa acesse: http://www.vivafloripa.com.br/anoite.htm

Florianópolis oficialmente possui 42 praias, não conheço todas, portanto vou falar das principais:

Praia da Joaquina - Essa foi a primeira praia que conheci na minha vida, fica ao leste da ilha. Nos anos 70 era a praia mais famosa, da capital, quando foi "descoberta" por surfistas do mundo inteiro. A grande marca registrada da Joaquina é o aglomerado de rochas, que dão aquele charme especial a praia e proporcionam uma bela visão panorâmica. A “Joaca” possui uma boa infra-estrutura: sanitários, estacionamento, salva-vidas, posto policial, bares, hotéis e restaurantes.
Não deixe de conhecer as dunas aos arredores da Joaquina, as pranchas podem ser locadas na hora. O acesso é único e se dá pela estrada geral da Joaquina.

Curiosidade: O nome Joaquina, veio de uma moradora da região que ensinava bordados as mulheres dos pescadores da região no século XVIII até que certo dia uma onda a carregou para o mar.

Praia dos Ingleses - Uma praia muito procurada pelos turistas, principalmente os argentinos. Reza a lenda que um navio inglês naufragou nas suas águas, por isso o nome Ingleses. Nos meses mais frios é possível comprar a tainha na própria praia, escolha sempre a tainha fêmea e mais robusta, com a sua ova é possível fazer um recheio saboroso. Ficou interessado? Então acesse esse link e aprenda como fazer essa delícia. http://tudogostoso.uol.com.br/receita/35209-tainha-recheada-assada.html
O Acesso a praia dos Ingleses se dá pela saída II do elevado da Beira Mar Norte.

Canasvieiras - Uma praia tranqüila, romântica, com águas verdes e calmas. Fora da temporada, chega até ser pacata demais. Ficam próximas as praias de Jurerê Internacional e Daniela. Atrai muitos turistas e famílias que procuram tranqüilidade e sossego. Da praia é possível visualizar a Ilha do Francês.

Jurerê Internacional– Esse loteamento residencial é a coqueluche dos abonados e novos ricos. Uma região repleta de mansões e condomínios fechados. Personalidades ilustres do nosso Brasil possuem casa nessa região, os preços iniciais para a aquisição de um imóvel ficam na casa de 2 milhões de reais.

No centro da cidade é possível conferir a arquitetura típica açoriana no Mercado Público Municipal, um espaço que é o reflexo dessa gente que ama tanto Floripa. Lá você encontrará políticos, artistas, gente simples e os tradicionais boêmios. Os boxes vendem diversos tipos de frutos do mar, peixes, especiarias e bebidas. O destaque fica para o tradicional Box 32 que há mais de 25 anos serve as melhores refeições a base de frutos do mar do centro de Floripa. Esse restaurante se intitula o balcão mais democrático de Floripa e virou tema para o livro “Sabor de Sucesso: Como 15m2 ficaram conhecidos no mundo inteiro”. Eu sugiro os pratos com camarão e a porção de presunto espanhol Pata Negra. Quer conhecer os outros pratos? Confira o cardápio de delícias em: http://www.box32.com.br/box32.php.

Como chegar em Florianópolis: Para quem é de fora para o Estado, a melhor maneira de chegar é via Aeroporto Internacional Hercílio Luz. O aeroporto recebe vôos das principais empresas nacionais: Gol, TAM, Webjet, Trip e Avianca. Na temporada de verão a oferta de vôos charter é enorme devido a demanda. O aeroporto carece de investimentos, não é tão confortável assim devido ao espaço físico. Existe um projeto de ampliação do aeroporto, porém como a cidade não foi escolhida como sede da Copa do Mundo de 2014 a tendência é ficar mais demorada essa obra.

Para quem pretende ir de carro tem a opção via Porto Alegre pela BR 101 trecho Sul, pagando pedágio em Palhoça ou então sentido Curitiba pela BR 116 e depois trecho norte da BR 101 pagando pedágio em Tijucas do Sul, Garuva, Barra Velha e Tijucas. Lembrando que o deslocamento dentro da ilha é tranquilo, porém o acesso do Continente para a Ilha é caótico em determinados horários. O ideal é o turista ou viajante como queiram, elabore um bom plano, tenha noção das distâncias entre os pontos da ilha e evite grandes deslocamentos no mesmo dia. Segue um mapa da cidade:

Guia completo da cidade: http://www.guiafloripa.com.br

Quer saber como são as baladas de Floripa, aquelas que o Ronaldinho Gaúcho fica até amanhecer? Acesse: http://www.vivafloripa.com.br/anoite.htm

Quer rir um pouco com o típico sotaque da ilha? Taix Tolo nêgo!? Então conheça o Darci!


Floripa é assim: simples, linda e naturalmente instigante. Portanto esse será o primeiro de inúmeros posts. Gostaria da colaboração dos leitores desse site para a construção dos futuros artigos e dicas. Sou novo no litoral, morei no interior (oeste do Estado) por 15 anos e ainda tenho muito o que descobrir no litoral catarinense. Em breve teremos um fórum apenas de Santa Catarina e muitas dicas virão. Um grande abraço, obrigado por lerem este post.

sexta-feira, 4 de março de 2011

Bombinhas – O Paraíso da Costa Esmeralda


Bombinhas é considerada a menor cidade em extensão territorial do Estado de Santa Catarina, está localizada no Litoral Norte do Estado fazendo fronteira com o município de Porto Belo. Essa região foi nomeada Costa Esmeralda e abrange os municípios de Itapema, Bombinhas, Porto Belo e Governador Celso Ramos.


Distante 70 km da capital Florianópolis, Bombinhas com suas 31 praias foi eleita pela segunda vez consecutiva pela Revista Viagem e Turismo a 4º melhor praia do Brasil, na modalidade “A Escolha do Leitor”.

Bombinhas cativa seus visitantes pelas belezas naturais, qualidade da água da praia e sistema hoteleiro. É considerada a capital do mergulho ecológico e conta com inúmeras escolas de preparação com certificação internacional.

As praias mais visitadas são:

Praia do Mariscal: Praia que tem sua continuidade na Praia do Canto Grande é a mais procurada por surfistas e banhistas. Sua água é limpa e levemente gelada. É a praia que possui a melhor estrutura receptiva, possui vários restaurantes e quiosques a disposição dos turistas.

Praia da Sepultura: Seu acesso acontece somente a pé, é preciso deixar o carro no estacionamento privado com o custo aproximado de R$ 15,00. Ao descer a trilha, você encontrará uma baía a sua esquerda e o mar revolto a sua direita. Quem deseja praticar o mergulho e utilizar o seu snorkel pegue à esquerda, quem quiser pescar com o seu molinete pegue à direita. Para quem for praticar o mergulho, caso não tenha o equipamento, é possível locá-lo na hora com o custo de R$ 5,00 por hora. Os peixes das mais variadas espécies já se familiarizaram com a presença de mergulhadores e proporcionam uma experiência maravilhosa para quem se banha naquelas águas.

Quatro Ilhas: Dessa praia é possível visualizar quatro ilhas: Arvoredo, Galé, Deserta e Macuco. A praia de Quatro Ilhas possui águas cristalinas e permite a prática de inúmeros esportes aquáticos. É muito procurada pelos “hermanos” argentinos, chilenos e uruguaios.

Como chegar na cidade: Se você vier por Florianópolis, pegue a BR 101, pague o pedágio em Tijucas no valor de R$ 1,20 e em seguida entre na cidade de Porto Belo. Após 14 km você estará no centro de Bombinhas. Caso você venha por Navegantes cidade do Aeroporto da região do Vale do Itajaí, pegue a BR 101, passe por Itajaí, Balneário Camboriú, Itapema e entre em Porto Belo, nesse caso você não pagará pedágio.

Onde se hospedar: O forte do setor hoteleiro na cidade são as pousadas, são mais de 100 opções, desde as mais simples e administradas por famílias até as mais pungentes com diárias de R$ 600,00. A pousada mais conhecida da cidade é Villa Paradiso - Villa Paradiso Caso deseje consultar outras opções acesse: Hotelaria em Bombinhas
Onde comer: Bombinhas não possui uma grande oferta de restaurantes, mas existem alguns em que vale a pena conferir. O meu predileto é o Restaurante Berro D´água localizado na Enseada do Zimbros de frente pro mar, peça um Congrio á Costa Esmeralda e não se arrependerá, não é a toa que o Guia Quatro Rodas o recomenda todos os anos.

Café do Lado: Fica na cidade de Porto Belo no centro, no caminho para Bombinhas. Oferecem frapês, cafés diferenciados, doces e tortas salgadas. Após o café deixe a patroa e as crianças comprarem nas diversas lojas ao lado do café, são lojas de decoração, artesanato e souvenirs.

Atrações especiais:

Morro do Macaco - Desse morro é possível observar com perfeição as praias do Mariscal e Canto Grande. Na verdade essas praias estão num itsmo (uma ligação entre duas porções de terra) formada por vulcão há milhares de anos atrás.

Ilha do Arvoredo:

É uma das três reservas biológicas marinhas do Brasil.

As ilhas do Arvoredo, Deserta, Galés e Calhau de São Pedro formam uma área de 17,8 mil hectares. No fundo do mar é possível encontrar animais raros ou até em risco de extinção, como tartarugas marinhas, esponjas amarelas, gorgônias ou mesmo a arraia-prego, que mede três metros e meio de envergadura por cinco de comprimento, e até golfinhos. (Fonte: Site Terra). Caso alguém queira visitar a ilha do Arvoredo acesse esse site e faça a sua reserva: http://www.ventosul.com/tag/ilha-do-arvoredo/

Instituto Kat Schurmann:

Projeto social administrado pela família Schurmann, a primeira família brasileira a dar a volta ao globo duas vezes em uma embarcação. O instituto que leva o nome da filha caçula do casal desenvolve projetos sócio-ambientais e promove a utilização coerente das reservas naturais do nosso país. Mais informações em: Kat Schurmann

Para quem curte a noite, Bombinhas oferece uma balada alternativa em meio a Mata Atlântica, trata-se do Mentawai, casa que sempre traz os maiores nomes do reggae nacional e internacional. Acesse: Mentaewai Bar e descubra se o seu artista favorito estará lá na semana da sua visita a cidade.

Quem visita esse paraíso não se arrepende. Visite o site ou Cidade de Bombinhas e descubra um pouco mais dessa maravilha.

Lembrando que estou a disposição para toda e qualquer dúvida. Muito obrigado por lerem esse post.