por Wilian Delatorre

Wilian Delatorre Personal Travel,
o seu agente pessoal de passagens com milhas e roteiros.

segunda-feira, 24 de março de 2014

TORONTO, MONTREAL, QUEBEC, LOS ANGELES E LAS VEGAS - Por Celso

Turma, mais uma sensacional participação do Celso no meu blog. Aproveitem!!!

TORONTO, MONTREAL, QUEBEC, LOS ANGELES E LAS VEGAS


Estava no segundo trimestre de 2013. Comecei a monitorar as possibilidades para emissão exclusivamente com milhas e usar quantidade enorme de milhas na TAP (Star Alliance) que iriam vencer. Precisava TORONTO, MONTREAL, QUEBEC, LOS ANGELES E LAS VEGAS.

Estava no segundo trimestre de 2013. Comecei a monitorar as possibilidades para emissão exclusivamente com milhas e usar quantidade enorme de milhas na TAP (Star Alliance) que iriam vencer. Precisava concatenar isto com férias e destinos interessantes no exterior.
Pensei em voltar ao Canadá, um destino excepcional, mas a mulher queria dar uma passada nos EUA.
Ao monitorar disponibilidade observei que o voo da United tinha grande disponibilidade em FIRST no 763 ER nos dois sentidos do voo GRU-IAH. Minha primeira opção, voar com a AIR CANADA não tinha disponibilidade nas datas exatas que desejava. Havia ainda possibilidade de voar no 772 ER da United em FIRST via IAD, mas não nas datas exatas que desejava. Outra possibilidade seria via EWR, mas descartei por ser em executiva e o assento não era full flat. Via NYC minha esposa iria querer Stop em NYC e não quero voltar tão cedo a NYC.
Com o numero dos voos onde havia disponibilidade para emissão com milhas, datas , horários, liguei no call Center da TAP e fiz tranquilamente a emissão exatamente como tinha visto no site da ANA.
O voo de ida seria GRU-IAH(FIRST) com duas conexões imediatas em Houston e Chicago com ambos os voos em executiva tendo como destino final TORONTO. Todos esses trechos seriam feitos com a United.
De Toronto iríamos depois de dias de carro a Quebec. Após alguns dias voltaríamos a Montreal onde ficaríamos alguns dias e de lá voaríamos no stop com a Air Canada, em executiva, a Los Angeles. De lá pegaríamos um carro até Las Vegas e retornando a Los Angeles faríamos LAX-IAH-GRU somente com conexão com a United em executiva no primeiro trecho e em First no segundo.
Os dois bilhetes custaram 270.000 milhas. Bilhetes emitidos. Começamos as reservas, que não ocorreram nessa ordem obrigatoriamente, mas visavam sempre o melhor custo benefício na categoria escolhida.

Em Toronto, para viajar no Canadá aluguei um Mercedes C 300, com desconto bom através de um código da MASTERCARD na Hertz, via site brasileiro da Hertz.* A locação da Hertz tinha preço excepcional, neste nível de carro, considerando que pegaria o veículo em Toronto e o devolveria no aeroporto de Montreal. Para outros níveis de veículo havia outras opções, em concorrentes, com melhores preços.
Em Toronto uma surpresa esperava minha mulher e ficaríamos no hotel Ritz, cujo melhor preço foi obtido no site www.agarre.com.br que está no Brasil, mostra preço total final e não tem IOF de 6,38% no cartão. Site imbatível em muitos casos. Reserva pré-paga*.
De Toronto iríamos até Quebec pela autoroute 20. Em Quebec ficaríamos no Chateaux Du Frontenac, o icônico hotel de Quebec, onde Churchill, Roosevelt e Mackenzie King decidiram numa reunião secreta a invasão pela Normandia na 2@ guerra Mundial. O hotel-castelo é um point no Quebec. O melhor preço encontrado foi no site https://www.lmtclub.com/secure/PageRegistration.aspx?registration=true&promocode=MAYNOJ que requer inscrição. Reserva pré-paga, mas cancelável*
De Quebec via autoroute 40 retornaremos a Montreal. O Sofitel Golden Mile foi a melhor relação custo benefício e foi reservado no site www.accor.com *
De Montreal cruzaríamos a America do Norte rumo à Califórnia. Como chegaríamos muito à noite, optei por dormir ao lado do aeroporto e só no dia seguinte pegar o carro. Ficamos num 4* o Marriott LAX Airport nosso conhecido de outros tempos. O melhor preço também foi neste site sendo inclusive muito inferior ao preço do site do próprio hotel* . https://www.lmtclub.com/secure/PageRegistration.aspx?registration=true&promocode=MAYNOJ
Nas noites seguintes optei por ir a Las Vegas e me hospedar no Wynn. Apesar do Trip Advisor conferir ao Mandarin Oriental a melhor classificação hoteleira na cidade o Wynn é um excepcional hotel, de serviços diferenciados e numa situação peculiar consegui diária por metade do preço do Mandarin. Entretanto na noite de sábado tive que trocar e ficar no Trump, pois o preço irrisório pago no Wynn não valia para a noite de sábado onde o quarto mais barato na data começava com USS 799. O melhor preço do TRUMP foi obtido no site Otel.com*
De Las Vegas voltaríamos a Los Angeles, para mais 5 dias, mais especificamente em Beverly Hills. Optamos pelo Sofitel Beverly Hills que tem uma excepcional localização e tinha preço muito interessante, no site da Accor*.
Nessa viagem não optei por nenhum lance no Priceline, ou compra as escuras no Hotwire. Pronto a viagem estava montada! Agora começaríamos planejando os passeios.

*Durante todo período após reserva (que poderia ser cancelada sem custo ou não conforme cada caso) de 10 meses ou menos, não consegui nada parecido em termos de preço.

Eis que surge a primeira surpresa. A United deixa de operar GRU-IAH em First mantendo a mesma aeronave com duas classes. Resultado, tomamos um downgrade de classe e nos reembolsaram 90.000 milhas na conta pelos dois bilhetes.

Lição 1- Quando você encontrar farta disponibilidade, muito acima da média em um determinado trecho, e optar por emitir com grande antecedência esteja preparado para tomar um eventual downgrade de classe. Nesse caso, a nova aeronave tem na executiva assento full flat, o que torna o downgrade não tão ruim.

Lição 2- Para todos os destinos, sem exceção, a reserva dos hotéis com máxima antecedência SEMPRE gerou o melhor preço, não sendo em nenhuma situação encontrado preço menor a posteriori. Note que nenhuma das reservas foi feita nos sites mais conhecidos, os quais, sempre tinham preços muito superiores e encontrei casos onde o site dizia ser promoção e na realidade o sobrevalor da diária atingia até mais de 100%.

Lição 3 – Na locação de veículos optei pelo pré-pago em LAX, um Buick Lacroisse-mas estaria aberto a um upgrade pago vantajoso e termos de tarifa local e a reserva foi pós-paga no Canada. No primeiro caso escapei do IOF e risco cambial. No segundo não havia tarifa pré-paga. Entretanto, em ambos os casos novos códigos iam aparecendo ao longo do tempo com descontos maiores. Classes tarifarias mudavam até milhas ilimitadas , etc. Neste tipo de locação vale a pena monitorar o preço ao longo do tempo.

Lição 4 – Sites ´gratuitos´-
Na internet alguns sites se autopromovem como gratuitos e fornecem informações INDICANDO aqui e acolá os melhores sites para as mais variadas aquisições. Observe que todas as locações de diárias de hotéis em nenhum caso ocorreu em sites mais conhecidos. Nunca o preço do Booking.com, Detectahotel.com, Voop, Best Day chegam sequer perto do melhor preço. Se um site lhe indicar qualquer destes sites como o melhor procure algo mais leal e fuja disto.

Atitudes que adoto e entendo quer valem a pena para aproveitar a viagem!

1-Escolha do destino
A escolha do destino deve considerar sua preferência, a época do ano e o tempo de viagem no mínimo. Se você é um amante de praia, a Califórnia pode lhe oferecer praias interessantes, mas no mês de janeiro o frio não seria boa opção para este destino. Se tem somente 7 dias, seria cansativo ir a Califórnia e aproveitar.
Diante disto avalie o destino em sites confiáveis, como www.tripadvisor.com.br .
Após escolhido o destino, veja o clima na época da viagem, temperatura e índice pluviométrico em www.weather.com
Veja se o tempo que dispõe é adequado para a proposta. As melhores viagens tem uma regra hipotética. Subtraia do número total de dias viajados o dia da chegada e da partida para o destino e a origem. Este novo numero obtido devera ser dividido pelo número de check ins que você fará no período. Quanto mais próximo de 5 melhor sua viagem, abaixo de 3 com muita probabilidade seu planejamento está incorreto e acima de 7 será monótona.
2-Privilegie custo benefício
Determine quais são os objetivos efetivos de sua viagem. Ir ao Rio de Janeiro no Reveilon é um período de altíssimos custos onde inúmeros destinos tão atraentes a custos MUITO menores podem lhe satisfazer, exceto se pretende ver os fogos do Rio numa virada, elimine totalmente este destino nessa época. Saiba quais eventos ocorrem na cidade de destino no período que estará viajando para não ser surpreendido com a semana do GP de Mônaco e querer se hospedar lá na data!
3-Cuidado com custos muito baixos! Se ao avaliar os custos de sua viagem observar valores muito baixos desconfie! Punta de Leste fora da temporada parece uma cidade fantasma com tudo fechado. A Costa Amalfitana na Italia tem períodos desérticos, Quebec no Canadá perde muito do seu romantismo no inverno podendo inclusive ser intransitável.
4- Mais com menos – conheça as condições exatas do que pode comprar! No destino que você escolheu o hotel X tem diária de US200 para cada um dos 3 dias que escolheu, seu custo será US 600. Entretanto há uma promoção que para estadia de 4 dias a ultima é free. Avalie o benefício e ficar mais um dia no destino sem custo hoteleiro.
5- Locação de carro, taxa de retorno, GPS – Tenha informação detalhada e segura da necessidade de locação ou não de veículo no seu destino. Em NYC exceto se pretende sair dos limites da cidade em distancias maiores jamais alugue um carro. O transporte público é eficiente, farto, tem táxi em quantidade a preço não exorbitante e o estacionamento do veículo pode custar US 40 A HORA ao lado da NYSE. Em Los Angeles locar veículo já é obrigatório. Se for a Seattle e Vancouver observe que na locação ONE WAY não há taxa de retorno para carros até certo nível. As vezes a locação ONE WAY não tem taxa de retorno em somente um sentido. Conheça as regras. GPS - tendo oportunidade COMPRE-O. De preferência aos que atualizam os próprios mapas eternamente. Seu adicional de custo se diluirá ao longo das viagens. Em países que não domine o idioma ter um GPS com mapa atualizado é obrigatório. Imagine como se descolar com sinalização em Mandarin! Mapas de outros países podem ser instalados nos GPS de maior capacidade de armazenamento. Por enquanto, fuja de GPS do seu celular! O sistema ainda tem muitas falhas.
6- Promoção – Há vários indivíduos que recebem para publicar inverdades na internet. Entre as maiores estão as que envolvem a palavra promoção. Divulgam com intuito disfarçado de ter audiência no site promoções que nunca existem ou existiram. Vejam um exemplo. “ Promoção – São Paulo – NYC- US 699 - esta promoção você so encontra aqui”. Quando você compara o preço do bilhete na UNITED por exemplo, na mesma data é US $ 899. Mais caro correto! Negativo! Na “promoção” você voa de COPA com escala , sendo na UNITED o voo é direto. Se a escala for longa acrescente o custo da alimentação no aeroporto do Panamá no preço do bilhete. No bilhete de US 699 você voa de 737 avião mais desconfortável e mais lento que um 767. Nesse bilhete seu voo decola de GRU as 05.00 h. sendo voo diurno o que é mais cansativo. Se não mora em São Paulo, dependendo da distancia, acrescente uma diária de hotel antes do embarque. Sua chegada nesse voo será a 01.00 h. no destino. Acrescente outra diária no destino que será perdida pois chegara para dormir. Logo, além de não ser promoção você está pagando mais de forma disfarçada e ainda tendo muito menos. Péssima opção. O valor absoluto inferior de um produto não é sinônimo de promoção ou menor preço. Promoção implica e comparar produtos idênticos ou ao menos muito similares.
Viajar SP-Sydney na Austrália com a Aerolineas não é comparável a viajar com a Emirates no mesmo trecho. São produtos totalmente distintos.


Neste momento em que você está lendo este texto já estou me preparando e em breve você verá como foi a viagem.
Até a próxima.

Como faço meu roteiro de viagem - Por Celso

Olá pessoal!

O Celso vai nos mostrar como ele elabora seus roteiros de viagem. Aproveitem!


Como faço a escolha do roteiro no destino.

1- Escolhido o(s) destino(s) de uma viagem segundo as informações do post anterior,
antes de emitir os bilhetes pesquiso detalhadamente sobre o destino, sua características , atrações para definir o tempo mínimo ou máximo que pretendo ficar para ter bom aproveitamento. A regra de um check a cada 5 dias ou próximo disso procuro respeitar, claro que NYC, Paris, Sydney, comportam mais dias numa única viagem. Mas na regra 5 contempla muitos destinos espetaculares. Em contra partida, descarto destinos de 48 h. como Calgary, pela monotonia.

2- Inicio sempre a pesquisa pelo site de turismo do pais, ou do estado ou da cidade, somente a título de pesquisa, mas NUNCA consegui melhor preço por nenhum deles em nada mesmo quando afirmam promoções. Sabendo já o que eles oferecem vou a Trip Advisor.

3- TRIP ADVISOR > Uso algumas regras.
a- Não leio post de usuário que não tem volume de post,
b- Não aceito extremos de avaliação de poucos usuários sobre nada, tanto elogios como críticas,
c- Só confirmo interesse quando há massa critica grande de avaliações sobre algo.
d- Não me baseio em fotos profissionais, somente nas tiradas por hospedes.

4- Com essas informações dou no Google um search para avaliar o destino segundo os blogs disponíveis. Blogs com matéria paga descarto totalmente, não são confiáveis e muitos profundamente amorais.
Coletadas todas as informações copio num documento Word. Terminada esta pesquisa vou a sites tipo YELP ou volto no TRIP ADVISOR ou no Concierge e vejo se a avaliação das indicações é confirmada com as referendadas pelos sites. Se não confirmar descarto.

5- Agora vou ao Google Maps e marco o ponto de interesse para ter uma visão espacial de onde irei e não ter que ficar indo do extremo sul ao norte da cidade todo dia.

6- No documento do Word tenho anotado datas e horários de funcionamento das atrações inclusive dias que não abrem como Museus e feriados no comercio.... Supermercados perto do hotel que funcionem 24 h se possível, horários de refeições de restaurantes, etc....

7- Na escolha do hotel sempre avalio melhor relação custo beneficio na categoria. Em Las Vegas o melhor hotel segundo o Trip Advisor é o Mandarin Oriental, mas conseguindo um preço perto da metade pelo excepcional Wynn o Mandarin foi descartado. Mas, em outras locações bairros distantes mesmo com hotéis a preço ´vantajoso´ é descartado. Bairros violentos como LAX downtown são descartados, periferia de Paris nem pensar mesmo que com preço irrisório.

8- Locação de veículo – nunca loco em empresa pequena, POIS se o preço é pequeno ocorrendo problemas a dor de cabeça é IMENSA.

9- Agora traço o roteiro e defino quantos dias preciso para conhecer o destino no menor tempo e posso emitir os bilhetes.

10- REGRA DE OURO 1- O brasileiro em geral não lê contratos e depois quer direitos que não possui e se frustra! Saiba detalhadamente as condições no momento da venda para não carregar eterna frustração. Saiba sobre no show em bilhetes aéreos, mudanças de data e suas penalidades, seguros de viagem necessários, reserva de hotel reembolsável ou não, com que antecedência, etc.....

11- REGRA DE OURO 2– Procure sempre contratar com empresas que operem no BRASIL, pois ocorrendo problemas o Código de Defesa do Consumidor e o Juizado Especial Cível são rápidos e lhe dão proteção efetiva. Evite sempre que possível contratar serviços de empresas que operam somente no exterior. Ocorrendo problemas sua reclamação depende da honestidade e vontade de resolução da empresa o que nem sempre ocorre.

12- REGRA DE OURO 3- Tenha reserva financeira acima do imaginado numa viagem, pois imprevistos podem aparecer e viajar é prazer não tortura na volta. Se seu caixa esta apertado adie um pouco mais para voltar com mais tranquilidade.

13- REGRA DE OURO 4- Viajar é procurar conhecer o desconhecido, o novo, abrir novos horizontes, conhecer novas culturas, novas visões sobre o mundo.
Nesse diapasão, viajar é CORRER RISCO, e todos os membros devem estar cientes que os riscos podem excepcionalmente ou não construírem frustrações, que podem muito ser minimizadas com planejamento DETALHADO.
E com o tempo até dos grandes micos nos divertimos.........

Aproveitemos.

quinta-feira, 6 de março de 2014

Emita no Aadvantage e voe UsAirways

Olá pessoal!

Já é possível emitir trechos no Aadvantage programa de fidelidade da American Airlines e voar na nova parceira de fusão a UsAirways.
Veja na imagem uma busca de voos para Miami - quem opera o primeiro trecho - Guarulhos x Charlotte (Carolina do Norte) é a UsAirways.


Da mesma forma é possível encontrar voos diretos para Charlotte - operados pela US.

Aproveite mais essa oportunidade.
Abraços!