por Wilian Delatorre

Wilian Delatorre Personal Travel,
o seu agente pessoal de passagens com milhas e roteiros.

quarta-feira, 21 de janeiro de 2015

Bangkok e Lisboa – parte I - por Celso

Olá pessoal!
Mais um relato de viagem do Celso. Aproveitem!


Passava da meia noite quando abriu o check in do voo da QATAR QR 0772- que nos levaria rumo a Doha após 14.45h. O novo TPS 3 de Guarulhos é o melhor terminal brasileiro, mas persiste com os mesmos problemas culturais, com internet gratuita cuja conexão é de somente 1 Mbps e altas taxas de embarque. Seu projeto cheio de falhas tem elevadores que só comportam um único carrinho por vez!

A Qatar usa o Executive Lounge da GRU Airport (assim como as demais companhias da ONE WORLD), lounge muito fraco com catering sofrível. O lounge era tão ruim que utilizei meu Priority Pass Card para acessar o Lounge da Star Alliance. Belo, mas muito desconfortável com cadeiras cheias de design, mas muito baixas. O catering é também bem modesto. Do check in a chegada em Doha a amabilidade foi a tônica na prestação do serviço pelo staff da Qatar Airways. Recebidos a bordo na executiva com Champagne Taittinger brut, somos imediatamente informados que o serviço é ON DEMAND e que somente o jantar demorará 15 min a partir do momento do pedido.

Coma e beba quanto e quando quiser. O serviço é tão excepcional que em determinado momento você pede para que não lhe ofereçam mais nada. Do Godiva ao Johnnie Walker blue, o sistema de entretenimento Orix, a poltrona full flat bad com massageador em 4 pontos do corpo alternadamente, os pijamas deliciosos... Realmente uma empresa 5* conforme classificação Skytrax. Em vários momentos com o air show ligado notava velocidade em relação ao solo de mais de 1000 km/h. Foi com esse enorme vento de cauda que pousamos em Doha no Hamad International Airport 50 minutos antes do previsto. Esqueça tudo que viu sobre aeroportos. O Hamad inaugurado em maio de 2014 – na primeira fase para 50 milhões de passageiros ano (no ano que vem ampliará para 100 milhões) custou 38 bilhões de reais até agora. Nosso avião parqueou numa posição remota e o ônibus que nos acolheu demorou cravados 17 minutos para atingir o terminal onde estaria o lounge Al Mourjan- exclusivo dos passageiros premium da Qatar (o lounge de First Class ainda não foi inaugurado) que se deliciam com farta oferta de Champagne Krug. As dimensões deste aeroporto são inacreditáveis. O lounge Al Mourjan tem somente 10.000 m2., 3 restaurantes..... É algo tao inacreditável que estou postando algumas fotos do que vi!


Jantar a bordo do QR 772 B

Al Mourjan vista do restaurante do andar superior

Lounge Doha Business

Lounge Doha Business

Lounge Doha Business

Notem que essas fotos são do interior do lounge e não da área comum do aeroporto.
Após uma longa conexão iriamos num 77W, rumo a Bangkok num outro voo da Qatar que manteve seu consistente e esmerado serviço até o destino. Deixamos o Hamad, cujo free shopping é administrado pela própria Qatar, imenso com preços de mercado, após ver algumas excentricidades como rifas para sorteio de Rolls Royce.... e aguardando em abril nossa nova viagem agora em First Class pelo Hamad rumo a Dubai.
No próximo post comentarei sobre Bangkok e o que não se descobre na internet.

Continua........